Visita à exposição fotográfica

Em nossa segunda saída, dia 19 de junho, realizamos uma “Caminhada Fotográfica” pelo centro da cidade de São Paulo. Região esta que mantém boa parte da arquitetura antiga de seus edifícios intacta, porém não muito conservadas. A região tornou-se um dos lugares mais visitados da cidade pela população daqui e estrangeiros, tornando-se uma das regiões mais fotografadas.

O ponto de encontro do grupo foi na Pinacoteca do Estado, aonde combinamos de ver as exposições Fotográficas de André Gardenberg intitulado “Arquitetura do Medo” e também a da fotógrafa Lucille Kanzawa  entitulada “Yuba”. Após a visita, demos inicio a nossa expedição, passando pelos pontos mais conhecidos do Centro, como o Parque da Luz, Estação da Luz, Santa Ifigênia, Largo São Bento e Páteo do Colégio.

Em todo o percurso fotografamos a arquitetura, os monumentos, os transeuntes, os detalhes mais tipicos do centro velho, como por exemplo as luminarias tipicas e outros detalhes que só de olharmos já identificamos que pertence a cidade de sampa e é claro, os trabalhadores e artistas anônimos que se concentram nas calçadas e comércio da região.

Terminamos nossa visita ao Centro de São Paulo visitando a Praça da Sé e para fecharmos com chave de ouro, decidimos passar pela Caixa Cultural de São Paulo, que estava tendo as exposições “O Japão de Descamps e Desprez-Anos 90”, uma homenagem da França aos 100 anos de imigração japonesa. A exposição nos possibilitou  Viajar no tempo e comparar a evolução e diferenças do Japão de duas épocas diversas, separadas por 6 décadas de história. Os artistas eram Bertrandh Desprez e Bernard Descamps. Num outro andar também vimos a exposição de Pedro de Moraes (filho de Vinicios de Moraes), com um trabalho de 50 anos, realizado entre os anos de 1958 e 2007 em diversas cidades do Brasil.

Nossa passagem ao centro da cidade foi inesquecível, a caminhada e as exposições. Mas com certeza retornaremos várias e várias vezes por lá, pois apesar de seu aspecto arquitetônico não mudar muito com o passar dos anos, sempre haverá algo de novo para se fotografar.

Texto: Elaine Braga
Confira as fotos dos participantes da caminhada


Mais Notícias